Sobre o Produto

Objetivo

O Fundo tem como objetivo refletir a performance, antes das taxas e despesas, do índice S&P500® Net Total Return (S&P500® TRN) calculado pela Standard & Poor’s, principalmente através do investimento em cotas de fundo de índice estrangeiro, observados os limites de diversificação e composição aplicáveis à carteira do Fundo,  conforme estabelecido no Regulamento

Lâmina do Fundo

Política de Investimento

Para atingir seu objetivo, o Fundo investirá no mínimo 95% de seu patrimônio em cotas do fundo SPDR® S&P 500® ETF Trust¹ ou em posições compradas no mercado futuro do índice, de forma a refletir a variação e rentabilidade do S&P 500® TRN, observados os limites e requisitos previstos no Regulamento do Fundo. O fundo também investirá em posições compradas no mercado futuro de dólar, a fim de proteger o risco de descolamento decorrente da exposição cambial gerada pelas posições mantidas nos mercados futuros do índice S&P500®, no Brasil e no exterior. Nos restantes 5% de sua carteira, o Fundo poderá deter ações e outros ativos não incluídos no Índice, desde que estes constituam Investimentos Permitidos. Desta forma, o fundo adota o método de otimização da composição da carteira para acompanhar a variação e rentabilidade do índice de referência.

¹ Fundo de índice constituído sob as leis de Nova Iorque, Estados Unidos da América, como uma companhia de investimento registrada sob a Lei de Companhias de Investimento de 1940 (Investment Company Act of 1940) e negociado na NYSE Arca, Inc.

Características

Data de início: 30/01/2015

Benchmark: S&P500® Net Total Return (S&P500® TRN)

Taxa de Administração: 0,1755 % ao ano.

Taxa de Administração máxima (inclui taxa cobrada pelo ETF Estrangeiro): 0,27 % ao ano *

Moeda: R$

Número de Ações: 500

Administrador: Itaú Unibanco S.A.

Gestor: Itaú Unibanco S.A.

Custodiante: Itaú Unibanco S.A

Código na BM&FBOVESPA: SPXI11

Código Valor Indicativo: SPXI

Código ISIN do Fundo: BRSPXICTF003

Código Bloomberg do Índice: SPTR500N

Taxa de entrada e saída**: Taxas em benefício do fundo, cobradas do investidor por ocasião do pedido de integralização e de resgate, calculadas pelo gestor, em cada dia útil local e no exterior. Clique aqui para consultar o valor da taxa.


* O administrador do ETF Estrangeiro concordou em renunciar a uma parte de sua taxa até 01 de fevereiro de 2016, mas poderá então interromper esta política renúncia voluntária.
** Consulte a seção de taxas e despesas para mais detalhes sobre o cálculo da taxa de entrada e saída. Os valores das taxas dependem do preço de aquisição/venda dos ativos financeiros, do preço utilizado para contabilizar o valor do ativo no cálculo do valor da cota, despesas com o fechamento de câmbio, despesas de negociação para aquisição/venda de ativos no mercado estrangeiro e eventuais tributos incidentes sobre a remessa/ingresso de recursos ou aquisição/venda dos ativos.

Público Alvo

O fundo é destinado a investidores em geral que aceitam os riscos inerentes ao investimento no fundo e busquem rentabilidade de acordo com o objetivo do produto. Caso o investimento no fundo seja realizado por investidor não residente, o investidor não residente deverá avaliar a adequação da aquisição das cotas do fundo à legislação aplicável em sua jurisdição.


Valores para Aplicação e Resgate

É possível realizar investimento em lotes a partir de 50.000 cotas ou em múltiplos de lotes mínimos de 50.000 cotas.


Forma de Aplicação e Resgate

Você pode realizar aplicações e resgates sempre considerando que uma "cesta de integralização ou resgate" equivale a um lote mínimo de cotas, ou seja, 50.000. As Cestas de integralização e resgate são compostas por Valores em moeda corrente nacional equivalente a um lote de cotas ou múltiplos de lotes de cotas.


Horário Limite para Solicitação de Integralização

Até 14 (quatorze) horas (horário de São Paulo). Fundo estará fechado para integralização nos dias em que não houver pregão na BM&FBovespa ou na bolsa no exterior em que as cotas do Fundo de Índice Estrangeiro são negociadas.


Horário Limite para Solicitação de Resgate

Até 14 (quatorze) horas (horário de São Paulo). O cotista que solicitar o resgate a um Agente Autorizado deverá preencher o formulário “Solicitação de Resgate de cotistas e declaração de isenção” e fornecer ao respectivo Agente Autorizado as notas de corretagem e demais documentos necessários para que o Administrador apure o custo de aquisição das cotas a serem resgatadas, devendo tal Agente Autorizado entregar os documentos do cotista ao Administrador pelo menos 3 (três) horas antes do horário limite para resgate. Caso o Administrador não receba os documentos do cotista dentro deste prazo, a solicitação de resgate em questão será cancelada. Fundo estará fechado para resgate nos dias em que não houver pregão na BM&FBovespa ou na bolsa no exterior em que as cotas do Fundo de Índice Estrangeiro são negociadas.


Cota de Aplicação

D0 Fechamento.


Cota de Resgate

D0 Fechamento. O resgate deverá ser liquidado em até 3 dias úteis locais e no exterior do recebimento da ordem de resgate.


Apresentação

O S&P 500® TRN representa a versão do índice S&P 500 com reinvestimento dos dividendos líquidos de impostos. O S&P500® faz parte da família de índices da Standard and Poor’s e foi projetado para refletir o mercado de ações dos Estados Unidos. É o índice mais usado no acompanhamento do mercado financeiro norte-americano e considerado um termômetro da economia daquele país. 

Ações Elegíveis para o Índice

O índice é composto por 500 empresas líderes da economia americana e se concentra no setor de grande capitalização de mercado. As ações que compõem o índice são classificadas de acordo com o Padrão de Classificação da Indústria Global, ou GICS, na sigla em inglês. O índice é reajustado trimestralmente com base nos preços de fechamento de uma semana antes para o reequilíbrio. O fundo não incorre em custos diretos de rebalanceamento da carteira do índice em função do fundo adquirir cotas do fundo de índice estrangeiro ao invés de adquirir as ações que compõem a carteira do índice.

O índice S&P500 adota as regras de ponderação por capitalização de mercado e ajustado pela flutuação, onde o peso de cada ação no índice é equivalente à parcela de seu valor de mercado (considerado apenas o free float – ativos disponíveis aos investidores e não os que compõem, por exemplo, o controle acionário – multiplicado pelo preço da ação no dia) dividido pela somatória do valor de mercado de todas as 500 ações que compõem o Índice. Para maiores detalhes sobre a ponderação dos ativos que compõem o Índice, consulte a metodologia do índice.

Critérios de Inclusão de Ações no Índice

São elegíveis para inclusão na carteira do Índice as ações que atenderem aos seguintes critérios:

(i) Capitalização de Mercado não ajustada acima de US$4,6 bilhões para o S&P 500®;

(ii) Liquidez adequada e preço razoável, a razão entre o valor anual negociado em dólar e a variação da capitalização ajustada do mercado deve ser maior ou igual a 1,00 com o mínimo de 250 mil ações negociadas em cada um dos seis meses anteriores à data de avaliação;

(iii) domicílio - a companhia ser americana. Para os efeitos do índice, uma companhia norte-americana deve ter as seguintes características: (1) seu relatório anual deve ser apresentado no formato 10-K e a companhia não pode ser considerada uma entidade estrangeira pela SEC; (2) A parcela norte-americana do ativo imobilizado e das receitas deve constituir a maior parte do total, mas não precisa ser superior a 50%. Quando esses fatores forem conflitantes, o ativo imobilizado determinará a maior parte. As receitas determinarão a maior parte quando houver informações incompletas sobre o imobilizado; (3) O mercado principal das ações ordinárias deve ser a NYSE (incluindo NYSE Arca e NYSE Amex), a NASDAQ Global Select Market, a NASDAQ Select Market ou a NASDAQ Capital Market. Os ADRs não são elegíveis para inclusão; (4) A estrutura de governança corporativa deve ser compatível com as práticas norte-americanas e exigidas pelas instituições nas quais os ativos componentes do índice são listados (NYSE e NASDAQ). Maiores informações sobre os critérios de governança corporativa exigidos para que os ativos sejam listados na NYSE e na NASDAQ podem ser obtidas nos seguintes websites: NYSE (Part 8 of the NYSE Company Guide) e NASDAQ (Listing Rule 5600 Series);

(iv) Ações em Poder do Público: do total de ações emitidas, pelo menos 50% deve estar em poder do público;

(v) Classificação Setorial: Contribuição para a manutenção do equilíbrio setorial, medida por meio da comparação do peso de cada setor do GICS em um índice com seu peso no mercado, no respectivo intervalo de capitalização de mercado;

(vi) Viabilidade Financeira: As empresas devem ter quatro trimestres consecutivos de resultados conforme reportados [as-reported earnings] positivos. Os resultados conforme reportados representam o lucro líquido segundo os princípios contábeis geralmente aceitos nos Estados Unidos, ou GAAP, na sigla em inglês, excluindo as operações descontinuadas e as despesas extraordinárias;

(vii) Tratamento de IPOs: ofertas públicas iniciais (ou IPOs, na sigla em inglês) deverão ter ocorrido com antecedência de 6 a 12 meses

(viii) Títulos e Valores Mobiliários Elegíveis: Os títulos e os valores mobiliários (inclusive (a) direitos de participação em veículos de investimento no setor imobiliário, ou real estate investment trusts, e (b) cotas de companhias de desenvolvimento de negócios, ou business development companies, modalidade de companhia de investimento semelhante a um fundo de investimento fechado nos Estados Unidos da América, cujas cotas são negociadas em bolsa, constituídas para investimento principalmente em companhias fechadas ou com pequena capitalização – até US$ 250 milhões de capital em circulação em bolsa) elegíveis incluem todas as ações ordinárias norte-americanas listadas na NYSE (incluindo NYSE Arca e NYSE Amex), na NASDAQ Global Select Market, na NASDAQ Select Market e na NASDAQ Capital Market.

Critérios de Exclusão de Ações no Índice

São excluídas da carteira do Índice:

(i) As empresas que são envolvidas em fusões, aquisições, ou reestruturação significativa que não mais atendam aos critérios de inclusão.

(ii) As empresas que violarem substancialmente um ou mais dos critérios de inclusão.
 

Para obter mais informações sobre o índice, clique aqui.


Informamos que o provedor do índice poderá efetuar mudanças na metodologia do índice, mas estas poderão não estar refletidas na versão em português dessa metodologia, uma vez que poderão estar em processo de tradução. A versão atualizada da metodologia para o cálculo do índice pode ser encontrada na versão em Inglês deste site.

 

 


O investidor deve ler atentamente as informações constantes nos documentos, especialmente o Regulamento e a Instrução CVM nº 359 antes de decidir pelo investimento em cotas.


Regulamento

Fatos Revelantes

Lâmina do Fundo

Convocações de Assembleias

Demonstrações Financeiras

Metodologia do Índice

Contrato de Licenciamento do Índice

Contrato de Sublicenciamento do Índice

Solicitação de resgate de cotistas e declaração de isenção

Política de distribuição de resultados

Demandas Judiciais

Fatores de Risco


Ainda possui dúvidas?

Utilize os canais abaixo para esclarecer suas dúvidas sobre ETFs.